Início > Virtualização - ESX VMWare > Passo a passo como converter uma máquina física em Linux para máquina virtual ESX -VMWare – VMDK.

Passo a passo como converter uma máquina física em Linux para máquina virtual ESX -VMWare – VMDK.


Após um bom tempo sem postar, vou postar um passo a passo de como converter uma máquina física em Linux para ESX- VMWare (VMDK).

Vamos utilizar para esse objetivo o VMWare Converter Standalone, o mesmo pode ser baixado no site da VMWare :
http://downloads.vmware.com/d/info/datacenter_downloads/vmware_vcenter_converter_standalone/4_0

Primeiro vamos atentar aos sistemas operacionais que podem ser convertidos pelo Converter Standalone com o  documento abaixo oficial do VMWare .

Após verificarmos os sistemas operacionais acima suportados para conversamos vamos passo a passo.

Após instalação , clique em Converter Machine.

Após será apresentada a seguinte tela abaixo:
Você devera permitir o acesso ao root pelo SSH sem esse não será possível passar dessa parte.

Por questões de segurança muitas distribuições não vem por padrã para permitir  o acesso direto root pelo SSH.
Portanto vou mostar a linha de comando que deverá ser descomentada para permitir o acesso a root pelo arquivo de configuração do SSH , após rodar o converter recomendo voltar a opção com prática de melhor segurança.

No seguinte diretório  etc/ssh , encontramos o arquivo de configuração sshd_config
Após entrarmos neste arquivo de configuração
Através de vi sshd_config
Descomentamos a seguinte linha que permite o login de root pelo SSH.
Salvamos o arquivo de configuração com pressionando (ESC)+ :wq


 

Após estes vamos para a próxima etapa.
Em view source details observamos a janela com os detalhes da máquina que será convertida.

Agora colocamos a credencial relativa ao servidor de Destino no qual será criado a nova máquina virtual convertida.

Vizualizamos nesta parte as máquinas virtuais já existente no servidor de destino, definimos o nome do novo servidor virtual, aonde será criado o arquivo VMDK localmente ou na Storage como no meu caso em EVA_DATASTORE manterei a versão 7.

Nesta parte alteramos os detalhes da máquina virtual que deverá ser convertida.
Se desejado podemos alterar o tipo de controladora do disco.

Definimos a placa de rede para nossa máquina virtual.

Após conversão podemos definir para ligar a nova máquina e desligar a máquina física que será clonada.

Já defineremos as configurações da placa de rede do nosso servidor virtual.
Em Helper – VM Network

Observamos o relatório final do que foi definido.

Agora acompanhamos a progressão da conversão.

Se notarmos ao abrir o console da máquina de destino que está sendo clonada poderemos perceber o ínicio do processo conforme imagem abaixo:

Acompanhando a progressão .

Concluído com sucesso !

Vou deixar mais uma dica caso você tenha problemas com a interface de rede você poderá adicionar o modulo correto no linux.
Outra dica importante é alterar a placa de rede no VMWare, conforme documentação oficial na qual ele recomenda o uso de cada placa para cada caso.

Abraços

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCITP-MCSA-MCTS-MCDST-MCP-ITIL F
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: