VMware Distributed Power Mgmt (DPM) reduzindo em até 55% o seu consumo de energia no IDC!

Essa semana tive a oportunidade de estar realizando o curso oficial do Vshpere 4  , na CNT  com o Mestre Miguel Molina e uma turma com profissionais com ótimos conhecimentos de TI.

Me surpreendi com o curso e entendi perfeitamente quando o pessoal comentava que a Microsoft está a no mínimo 2 anos atrás da VMware se tratando de virtualização.
Os caras da VMware são fera mesmo!

Voltei carregado de informações e espero estar compartilhando com vocês em breve.

Uma entre muitas Features que a VMware possui chama-se  VMware Distributed Power Mgmt (DPM) pra quem não conhece :

Basicamente, o DPM mantém ligados apenas os hosts de um cluster necessários para dar conta das máquinas virtuais que estão rodando. Os demais hosts ele põe pra dormir(Desliga o Host Físico) – e os acorda – de acordo com a demanda por capacidade de processamento.

Com isto é possível praticar o redução na conta de energia elétrica e dimunição dos BTUS utilizado pelo ar – condicionado.

É incrível , porém recomendo que ao implementar se faça uma pesquisa profunda sobre tal recurso entendendo perfeitamente sua finalidade e suas restrições.

Vou postar um vídeo que mostra o processo em produção e a redução de cerca de 55% no consumo total de energia em seu ambiente.

Abraços

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCITP-MCSA-MCTS-MCDST-MCP-ITIL F

Passo a passo como converter uma máquina física em Linux para máquina virtual ESX -VMWare – VMDK.

Após um bom tempo sem postar, vou postar um passo a passo de como converter uma máquina física em Linux para ESX- VMWare (VMDK).

Vamos utilizar para esse objetivo o VMWare Converter Standalone, o mesmo pode ser baixado no site da VMWare :
http://downloads.vmware.com/d/info/datacenter_downloads/vmware_vcenter_converter_standalone/4_0

Primeiro vamos atentar aos sistemas operacionais que podem ser convertidos pelo Converter Standalone com o  documento abaixo oficial do VMWare .

Após verificarmos os sistemas operacionais acima suportados para conversamos vamos passo a passo.

Após instalação , clique em Converter Machine.

Após será apresentada a seguinte tela abaixo:
Você devera permitir o acesso ao root pelo SSH sem esse não será possível passar dessa parte.

Por questões de segurança muitas distribuições não vem por padrã para permitir  o acesso direto root pelo SSH.
Portanto vou mostar a linha de comando que deverá ser descomentada para permitir o acesso a root pelo arquivo de configuração do SSH , após rodar o converter recomendo voltar a opção com prática de melhor segurança.

No seguinte diretório  etc/ssh , encontramos o arquivo de configuração sshd_config
Após entrarmos neste arquivo de configuração
Através de vi sshd_config
Descomentamos a seguinte linha que permite o login de root pelo SSH.
Salvamos o arquivo de configuração com pressionando (ESC)+ :wq


 

Após estes vamos para a próxima etapa.
Em view source details observamos a janela com os detalhes da máquina que será convertida.

Agora colocamos a credencial relativa ao servidor de Destino no qual será criado a nova máquina virtual convertida.

Vizualizamos nesta parte as máquinas virtuais já existente no servidor de destino, definimos o nome do novo servidor virtual, aonde será criado o arquivo VMDK localmente ou na Storage como no meu caso em EVA_DATASTORE manterei a versão 7.

Nesta parte alteramos os detalhes da máquina virtual que deverá ser convertida.
Se desejado podemos alterar o tipo de controladora do disco.

Definimos a placa de rede para nossa máquina virtual.

Após conversão podemos definir para ligar a nova máquina e desligar a máquina física que será clonada.

Já defineremos as configurações da placa de rede do nosso servidor virtual.
Em Helper – VM Network

Observamos o relatório final do que foi definido.

Agora acompanhamos a progressão da conversão.

Se notarmos ao abrir o console da máquina de destino que está sendo clonada poderemos perceber o ínicio do processo conforme imagem abaixo:

Acompanhando a progressão .

Concluído com sucesso !

Vou deixar mais uma dica caso você tenha problemas com a interface de rede você poderá adicionar o modulo correto no linux.
Outra dica importante é alterar a placa de rede no VMWare, conforme documentação oficial na qual ele recomenda o uso de cada placa para cada caso.

Abraços

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCITP-MCSA-MCTS-MCDST-MCP-ITIL F

Mais 2 certificações Microsoft alcançada MCITP e MCTS.

novembro 6, 2010 1 comentário

Boa Tarde Amigos,
gostaria de compartilhar uma notícia muito boa, hoje pela manhã fiz o exame 70-648 no qual são divididos em 2 partes, os exames 70-640 e 70-642, aonde a nota tem que ser superior nas duas partes ,  acima de 700 pts, como eu já era MCSA e ja tinha passado no ínicio do ano na 70-646 virei MCITP atualizando assim pra 2008  e ganhei também mais uma sigla o MCTS.



Gostaria de agradecer as pessoas que me apoiaram sobretudo minha família , meus amigos que me incentivam  Atilla , Leonardo  enfim…

O exame na minha concepção é dificil, complicado, o conteúdo é relativamente grande pois são 2 exames em 1, aonde os assuntos com maiores perguntas concerteza foi ADCS-  Active Directory Certificate Services e NPS (Network Policy Server).

Abraços

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCITP-MCSA-MCTS-MCDST-MCP-ITIL F

VDI – Comparativo PCoIP beta vs ICA na prática!

Estou utlizando essa maravilhosa ferramenta chamada VMWare View para VDI – Virtual Desktop Infrastructure , ou seja virtualizando Desktops dos usuarios estavamos homologando diversos modelos de Thin Clients da HP  levando em consideração a relação custo beneficio um deles nos chamou bastante atenção o da foto abaixo o modelo T5545 Thinpro na qual tem suporte para PCoip e ICA e RDP :
Até hoje só recebi elogios dessa tecnologia de VDI com o PCoIP por parte dos usuários

Segue uma parte do desenho deste projeto:

Se quiser ver uma comparação do PCoip com o ICA da Citrix, veja esta demo de dois desktops virtuais lado a lado, um com o BETA do PCoIP (esquerda) e outro com o ICA (direita):


Abraços

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCSA-MCDST-MCP-ITIL F

Alterar a senha da conta de Administrador local de todas as estações da sua rede.

Pessoal , como boa prática é altamente recomendável estar alterando a senha da conta de Administrador local das estações da sua rede de tempos em tempos.
Porém  surge a seguinte dúvida como gerar o mínimo de esforço administrativo para concluir essa tarefa? sem que seja necessário estar logando em estação em estação para alterar este, no meu caso real foi necessário estar alterando a senha da credencial administrativa de cerca de mais de 700 estações em 3 sites diferentes.

Você já ouviu falar do sysinternals?
Sysinternals é uma coleção de utilitários avançados. 

Maiores informações sobre o Sysinternals:
http://technet.microsoft.com/pt-br/sysinternals/default.aspx

 Uma ferramenta extremamente útil do Sysinternals  que podemos baixar é a ferramenta PsPasswd v1.22 no link abaixo:
http://technet.microsoft.com/en-us/bb897543.aspx 

Mãos a obra:

Através do comando abaixo podemos alterar a senha de um computador de nossa Rede .

pspassword \\COMPUTADOR administrador  novasenha
 

Podemos também utilizar um script com o nome de todas as contas das máquinas no AD para alterar o mesmo.
Você pode fazer uma query no seu AD para exportar uma lista para você em txt.
Para querys no AD sugiro que você leia o seguinte artigo postado na categoria de Microsoft Exchange Server:

https://aldoalvesti.wordpress.com/2010/09/25/como-exportar-a-lista-de-e-mails-do-exchange-server-2003/

comando chamando o arquivo em txt que contém o nome dos computadores:

pspasswd \\@fite.txt Administrador senha
Para usar credencial administrativa na alteração utilize o comando abaixo:

pspasswd \\@file.txt -u useradm -p senha Administrador senha

Se você ainda quiser melhorar isso sugiro acessar esse site para verificação do nível de segurança de sua antiga senha e da nova senha.

O site abaixo calcula em quanto tempo 1 microcomputador consegue em modo brutal force crackear a sua senha.
Como sugestão você pode apresentar para seu chefe.

http://howsecureismypassword.net/

Fica a dica
Até a próxima

Abraços

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCSA-MCDST-MCP-ITIL F

11 Segredos para ter sucesso como um Administrador de Redes.

Comprometimento – Responsabilidade – Experiência – Leitura – Certificações – Ética – Traballho em Equipe –  Compreender o seu grau de importância na empresa e estar alinhado com as  necessidades e crescimento e objetivos de sua empresa -Perseverar – Gostar do que faz – Ter Humildade


1-  Ter comprometimento 

Muito mais do que currículos que comprovem a larga experiência profissional, as empresas têm buscado a contratação de pessoas comprometidas com seu trabalho. No caso de um Administrador de Redes não é diferente ser comprometido com suas ações e projetos é condição obrigatória, se espera de um Administrador de Redes um comprometimento maior na tratativa de problemas do que em outras funções que foram empregadas a você anteriormente .


2- Responsabilidade

Esse é um fator muito importante talvez um dos mais para o sucesso de um administrador de Redes.
Se você não for uma pessoa responsável pode ter certeza que vai patinar na profissão, responsabilidade também significa abdicar de alguns comportamentos que eram normais que agora devem ser esquecidos.
Um Administrador de redes muitas vezes acaba ficando mais tarde na empresa para acabar algum projeto, ou resolvendo algum problema crítico e até de final de semana ou de madrugada.
Você tem que entender  que isso acaba sendo uma coisa normal, dependendo do ambiente  e da infraestutura de TI que sua empresa possui , o que você pode fazer para diminuir isso é trabalhar duro durante a semana para diminuir essas ocorrências com comprometimento e responsabilidade para melhorar a disponibilidade do mesmo.


3- Experiência

A experiência conta muito principalmente em casos de problemas sejam eles corriqueiros e até críticos,
Fazendo uma analogia é como se fosse uma grande escada em que você sobe um degrau de cada vez.
Caso você seja colocado no topo sem preparo o tombo pode ser grande e fatal, por isso não tenha pressa suba um degrau de cada vez e aguarde a sua vez chegar. É muito importante, executar antes tarefas de 1º ou 2º nível para estar familiarizado com seus desafios e cada vez mais as necessidades dos usuários. 


4- Leitura/Atualização/NetWorking 
Um bom Administrador de redes tem um bom networking, envolvimento com profissionais de outras áreas , Desenvolvimento , Projetos e etc.
Lê sempre, perde um bom tempo do seu dia-a -dia  com leitura, esta cada vez mais inserido nas novas tecnologias, estudando para executar algum projeto, colhendo informações, através de foruns, blogs ténicos, é amigo pessoal e intimo do google, traz soluções para sua empresa, isso é importante e se faz processo natural para atualização técnica do profissional.
 

5- Certificações

Ter certificações é muito importante não só para processo de seleção de empresas sérias, mais também te traz realização pessoal pelo desafio, e te traz respeito no mercado e reconhecimento pela pró atividade em busca do reconhecimento do fabricante por tal ferramenta.


6- Ética 
Ter ética sobre as ações realizadas no exercício da sua profissão.


7 – Trabalhar em Equipe
É importante saber ouvir todos os lados, usuários , service desk, consultores, verificar todos os pontos de vista, antes de sugerir soluções , importante saber reconhecer e valorizar o trabalho de um primeiro e segundo nível e trabalhar paralelamente com eles estar acompanhando as ocorrências do ambiente para ter ideia exata do que está se passando em seu ambiente.
O trabalho em equipe tem os melhores resultados.


8 – Compreender o seu grau de importância na empresa e estar alinhado com as  necessidades e crescimento e objetivos de sua empresa
Estar em conformidade e sintonia com esses sempre.

9- Perseverar 
Por mais que você tenha recursos, conhecimentos técnicos sempre vão surgir problemas e  grandes desafios, portanto é muito importante perseverar e não desistir , esbarrar na primeira ou nas primeiras pedras que podem acontecer ao longo do caminho antes do objetivo levará você a frustração .
Seja sempre pró- ativo.

 
10- Gostar do que faz
Isso é pré requisito, traz consigo motivação e satisfação profissional dia a dia .


11- Ter Humilde 
Por mais bom que você seja sempre terá alguém que saberá mais do que você, tenha humildade não substime pessoas e nem situações.

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCSA-MCDST-MCP-ITIL

VMware Certified Professional -VCP

Meu amigo Atilla Arruda, concerteza um dos blogs mais completos do país em sua categoria Certificacões,  publicou um artigo muito interessante a respeito do VMware Certified Professional – VCP vale a pena entrar e conferir e aproveitar para adicionar o blog a favoritos.

http://www.atillaarruda.com.br/2010/10/15/voce-conhece-a-certificacao-vmware-certified-professional-vcp/

Aldo Alves
IT – Pro (Infraestrutura)
MCSA-MCDST-MCP-ITIL